sexta-feira, maio 15, 2009

Présponsabilidades


Conversando com um amigo dos tempos de quinta série, acabamos falando da mudança que sentimos quando entramos na faculdade(na verdade o termo mais apropriado é eletrochoque, porque a mudança é abismal).

No meu caso, não esperava tanta responsabilidade. Estudar, pesquisar, ficar noites acordada, trabalhos, pesquisa, atendimento auxiliar no PSF...

Sinto falta das preocupações bobas de colégio, não é bem falta, é mais uma nostalgia. Falta não sinto, até porque não queria estar "repetente de 3º ano", mas sinto saudades boas, de um tempo bom, onde eu era feliz e sabia.

Parte de mim prefere abservar o tempo passar, quieta, preguiçosa; outra parte, a que menos me influencia, mas a que eu sempre estimulo, quer ler, estudar mais, assumir mais responsabilidades, fazer mais projetos, entrar em ligas, ir pra convenções. É essa parte que eu tendo a escutar mais.

Entro em conflito com meu corpo ao ficar tanto tempo sem dormir, comendo mal, saindo em dia de chuva, quando eu poderia apenas freqüentar a faculdade.

Essa é a responsabilidade da qual eu falava, você sabe que não é obrigado a ser um bom aluno, mas você é, porque afinal, acho que estou sacrificando uma grande parte de mim, que sempre estará lá, a Lívia preguiçosa e acomodada, por outra que só vim conhecer esse ano, a Lívia ESTUDANTE DE MEDICINA, e eu esperei todos os traillers de cursinho e colégio pra ver o filme dessa menina passar, espero que seja um longa-metragem, para eu enfim aproveitar esse purgatório que eu mesmo impus, e que eu ESTOU ADORANDO!

Daqui a 8 anos, quando eu estiver conversando com meus colegas de faculdade, eu sentirei o mesmo saudosismo, e postarei novamente aqui: EU ERA FELIZ E SABIA.