quinta-feira, janeiro 28, 2010

Afetividade, carinho e amigos...

Quando eu já estou me acostumando à minha vida, eu me olho no espelho...
Percebo que eu mudei, mas que algumas partes minhas continuam as mesmas...
Não sei explicar direito, mas todo mundo tem aquele seu lado que não gosta muito, o lado mais triste, mais pra baixo mesmo, eu achei que esse meu lado sumiria com o tempo, mas parece que ele se manteve ali, esse lado em mim se apresenta como um medo insano das pessoas em comum... Não que eu tenha realmente medo das pessoas, mas até meus amigos dizem que é complicado relacionar-se comigo, porque eu sou muito fechada no meu mundo, por medo de me machucar com as pessoas, sou muito desconfiada, às vezes completamente sem motivo e outras vezes porque a minha descrição de amizade é diferente da da maioria das pessoas que eu conheço. Portanto prefiro não magoar as pessoas, meus amigos e pessoas de consideração, o que é ruim em alguns aspectos, porque na ânsia de evitar magoar as pessoas, eu acabo as magoando, por muito tacto com elas...
Não sei explicar porque penso assim, talvez porque eu considere amizade verdadeira igual a amor por alguém, amor fraterno de verdade. Saudades do tempo que eu tinha 10 anos e não precisava me preocupar com que significa ser amigo e como evitar magoá-los.
Eu vejo certas amizades, certas pessoas que se dizem amigas e se apunhalam pelas costas assim que podem, eu acho isso tão errado, preferiria que as pessoas só mantivessem um relacionamento com afeto pela pessoa. Não que eu não mantenha além do afeto, tem amigos meus que são mais amigos porque sempre me dão caronas à noite(que é a hora que você mais precisa de carona) ou coisas que parecem interesse, mas não acho que seja tão interesse, eu acho que se a pessoa for legal não me importa se tenha ou não algo que desperte interesse além disso... Simplesmente me falta a idéia de que amizade pode existir sem afeto, sem você pensar naquela pessoa com carinho de verdade, carinho puro. importa que digam que você não pode ter amizades com garotos(porque eu tenho), que meninas são maldosas(algumas até são, mas dessas você deve se afastar, uma menina que fala mal de uma outra que diz ser "amiga" ou trata rudemente esta, trata todas as outras do mesmo jeito).
Queria que as pessoas não me achassem metida de cara, só porque sou fechada, sou fechada porque sou tímida, sou tímida porque tenho medo de ser magoada e magoar os outros. Simples assim.

domingo, janeiro 24, 2010

Eu, na constante inconstância da minha vida...

Tudo muda de repente, de repente é como se nada tivesse mudado, mas você, sim.
A pessoa que você gostava é apenas um qualquer, o jeito que você percebe as pessoas também mudou. O jeito que as pessoas te percebem no mundo, o jeito que você se vê.
Mas de repente isso muda tudo de novo, essas novas descobertas fazem seu mundo girar, girar à velocidade de um dia, um dia que consegue mudar tudo. Que consegue te fazer procurar respostas simples, respostas que você era imaturo demais pra procurar. Pessoas a quem não magoar, amigos a conservar, amigas a quem escpnder segredos, segredos a serem bem escondidos.
Desculpas a serem pedidas, escolhas a serem feitas, mudanças de atitude, pessoas a quem não ligar para. Dar um soco na cara de algué, chorar porque você inconscientemente magoou alguém, afirmar que a sorte que você tem pode causar azar pra outros.
E um beijo pode estragar tudo.
E você pode aprender muito com um beijo, assim como você aprende muito não beijando também...

segunda-feira, janeiro 11, 2010

6 meses

10/05/2009
Ele estava sozinho no apartamento, olhando pela janela, pensando no que tinha feito, a reprise passando de novo pela sua cabeça...
A briga, o choro, a dor, tudo de ruim que poderia ter acontecido, aconteceu... E de repente ele estava sozinho em casa, perdido em meio a pensamentos...
Depois de tudo ele ainda não podia acreditar no que ela tinha feito, em como ela o tinha magoado, em como ele a odiava ainda, em como ela era errada pra ele, em como ele nunca deveria ter amado ela.

21/11/2009
Ele está em casa, olhando pela janela, enquanto está falando com a garota. Muito bonita, legal, inteligente, combinava perfeitamente com ele... Ele se lembra daquela noite, lembra de como tudo se passou e não se arrepende de nada, pensa que a melhor coisa que fez foi terminar, afinal já estava tudo acabado, ela nunca mudaria, ele estava sendo magoado demais, há sempre tantas garotas no mundo, a vida continua, ela está feliz agora...





10/05/2009
Ela está no quarto, chorando desconsoladamente por tudo que ele tinha dito, todas as coisas horríveis que ele tinha dito a ela, algumas verdades, mas todas ditas de forma dura, e machucado mais do que mentiras... Ela sabia que o fizera sofrer, mas ele também a tinha feito sofrer e ela nunca o admitiria a ele, ele já tinha sofrido demais por causa dela, ela devia deixá-lo em paz, mas como se ela ainda o amava?

21/11/2009
Ela está falando com o cara mais gato da festa, centro de suas atenções, ele pede o telefone dela, ela dá, ele promete ligar, no fundo ela não liga muito, eles sempre ligam não é?
E de repente ela lembra dele, não que não seja comum a ela lembrar dele... Vê seu rosto, lembra de cada beijo que deram, de cada abraço, cada toque... Suspiros.
Ela pega o telefone e sente a vontade de ligar, desliga o telefone, tentação demais... Ela sorri pra si mesma e acab a descobrir que cada dia fica mais fácil esquecer... Apesar de amá-lo, ela prefere esquecer e deixar ele ser feliz, ele merece afinal...




21/11/2009
Ele está deitado, e ouve uma respiração ofegante, fica preocupado e a acorda. Ela teve um pesadelo, um pesadelo onde ele não estava mais lá, estava com outras, e ela com outros...
Ele prometeu que era apenas um pesadelo, que ele seria dela para sempre, que a vida seria perfeita, como cada dia fora, até então... E ele pensou na briga que teve com ela há 6 meses, em como ficara irritado por tantos motivos, motivos que nunca tinha falado a ela, coisas que ele escondia, partes da vida dele que ele não dividia, coisas que ela também não dividia... E percebeu que apenas um erro e ele teria perdido ela para sempre... A teria magoado mais do que pensava.
O amor dela que ele nunca tinha desconfiado, a paixão dela por coisas que ele também era apaixonado e que não compartilhava, coisas que ela escondia dela, coisas não ditas... Teria estragado tudo... Ele não imaginava uma vida mais perfeita do que a que ele tinha agora, o amor que ele nunca havia percebido agora ele também sentia por ela. Eles estavam juntos como ele nunca havia estado de ninguém, e ela ficaria com ele. Ele gostava disso, de proteger ela, ela conseguia ser tão frágil para alguém tão forte... Ele havia descoberto isso, que talvez se tivesse protegido ela mais antes da briga, nada houvesse acontecido. E não se cansava de ver seu rosto sonolento e a sua expressão quando dormia. Cada beijo, cada toque seus era diferente de tudo que ele havia experimentado. Tudo corria perfeitamente, cada parte da alma dela era uma nova descoberta, cada parte de sua pele, de seu sorriso...
Ele por um momento pensou o que teria sido, e sorriu, por ter visto o que ele queria: que ninguém nunca o amaria mais que ela e que ele o amava na mesma intensidade.
Nesse momento, como que concordando com seus pensamentos, ela suspirou profudamente enquanto dormia. Ele sorriu e a beijou ternamente...

Tem gente que faz as perguntas certas da forma certa

Um dia desses me perguntaram o que eu queriada vida, de relacionamentos...
Bem, pra quem me conhece, sabe que obviamente eu fiz um gracejo: Eu sei o que eu quero, mas não vou dizer...
Na verdade a pergunta me pegou completamente de surpresa, e durante vários dias e até semanas, eu fiquei chocada em perceber que eu realmente não sabia o que queria. Eu não poderia exigir nada da vida nem de ninguém, já que eu não saberia o que exigir...
Durate esse tempo me concentrei em descobrir mais sobre mim mesmae sobre o que EU queria(levando em consideração que eu sou meio egocêntrica, até que não foi difícil...)(brincadeira).
Avabei descobrindo algumas coisas: gosto de ser como eu sou, o que dificultaria mudanças drásticas de personalidade; gosto de ser semi-eclética; sou do tipo de pessoa que não briga fácil, na verdade não me lembro de brigar com ninguém sem morar com a pessoa; eu sou meio teimosa, quando coloco algo na minha cabeça, como gostar de alguém ou ter alguma coisa, me esforço ao máximo pra conseguir; vencer a mim mesma é a punica vitória que conta pra mim, porque vitória sobre qualquer outra coisa é conseqüência; gosto de rir, gosto de pessoas que me façam rir; o principal, que creio que era a resposta à pergunta que me fizeram é que eu quero pessoas que pareçam comigo em um aspecto, ao menos, pessoas carinhosas, porque eu acho que é isso que falta no mundo, pessoas que protejam e cuidem de quem ama, pessoas que se importem com quem ama, pessoas que queiram ver outras pessoas felizes e as protejam e sejam altamente intrometidas quando as outras estejam tristes, superprotetoras de amigos, família...
É isso que eu quero, existem pessoas a quem eu confiaria minha vida e alegria a, mas existem outras que não. Queria que as pessoas vissem além de aparências, queria que olhassem além de aparências...
Pra quem me perguntou, taí a resposta. Sei que quem me perguntou é uma pessoa que eu considero muito, mas que não se enquadra no que eu disse, nada demais, nem errado, cada um é do jeito que é, sem ser ruim ou bom... Simplesmente não se enquadra na minha visão de perfeito.
Não que a pessoa vá se importar em nada com a minha opinião sobre ela, nem nada... Mas já que perguntou...
E é isso, pode parecer bobagem real, mas parte de um crescimento pessoal mensurável é a capacidade de saber o que se quer da vida...
Borboletas para sempre

quarta-feira, janeiro 06, 2010

Alice

Gostaria que as pessoas se amassem,
o mundo seria mais simples e honesto,
menos ressentimentos,
mais respeito, coragem, alegria.

Cada pessoa vive em seu mundo fechado,
sem nunca olhar pro lado,
lugares que você não vai,
pessoas que você não conhece e nunca vai conhecer.

De repente eu olho pela janela,
e vejo outras pessoas olhando,
pessoas de verdade,
criando laços de amizade,
do tipo que nunca acabam, nem enfraquecem.

Muitas pessoas assim eu conheço,
pessoas que dariam o braço e a perna pelas outras,
abertas para as outras,
realmente abertas.

Do que adianta a vida e amigos,
se eles não lhe conhecem de verdade?
Se eles não conseguiriam te tirar do fundo de qualquer poço,
ou te abraçar quando nem você sabe porque está triste?

Eu arrisquei,
apesar de já ter meu mundo perfeito criado,
eu olhei pro lado,
e vi sorrisos, e vozes familiares ao coração,
vozes desconhecidas e afins,
e pra sempre,
meu mundo nunca mais foi o mesmo.

segunda-feira, janeiro 04, 2010

Me encontre algo para amar...

Que dia!
Simplesmente senti na pele...
Várias coisas, tudo ao mesmo tempo, num dia só, como se tivesse acordado de novo de um coma, no qual eu via, ouvia e não via nem ouvia...
Ouvi amigas me aconselhando, amigos também, amigas bobas sendo chatas, amigas novas sendo mais amigas e mais especiais do que eu jamais esperaria delas....
Descobri o que eu não queria, descobri coisas que eu sentia, que no fundo não queria sentir, coisas que me fazem ficar triste e alegre, descobri que não consigo abrir escala tão bem como os meninos do kung fu(meio gumilhante pra uma garota...).
Descobri que tem pessoas que entendem tudo errado, na verdade, vai chegar o dia q alguém vai me entender do jeito que eu quero...
vou terminar esse post com uma música que eu ouvi já várias vezes e que eu amo há muito tempo e só entendi hoje, isso acontece com você também? Porque acontece muito comigo...


"Each morning I get up I die a little
Can barely stand on my feet
(Take a look at yourself)
Take a look in the mirror and cry
Lord what you're doing to me
I have spent all my years in believing you
But I just can't get no relief Lord
Somebody (somebody) ooh somebody (somebody)
Can anybody find me somebody to love?

I work hard (he works hard) everyday of my life
I work till I ache my bones
At the end (at the end of the day)
I take home my hard earned pay all on my own
I get down (down) on my knees (knees)
And I start to pray (praise the Lord)
Till the tears run down from my eyes
Lord somebody (somebody) ooh somebody (please)
Can anybody find me somebody to love?
(He wants help)

Every day - I try and I try and I try -
But everybody wants to put me down
They say I'm goin' crazy
They say I got a lot of water in my brain
Got no common sense
I got nobody left to believe
Yeah - yeah yeah yeah
Ooh

Somebody (somebody)
Can anybody find me somebody to love?
(Anybody find me someone to love)
Got no feel I got no rhythm
I just keep losing my beat (you just keep losing and losing)
I'm OK I'm alright (he's alright)
Ain't gonna face no defeat
I just gotta get out of this prison cell
Some day I'm gonna be free Lord

Find me somebody to love find me somebody to love
Find me somebody to love find me somebody to love
Find me somebody to love find me somebody to love
Find me somebody to love find me somebody to love
Find me somebody to love find me somebody to love

Somebody somebody somebody somebody somebody
Find me somebody find me somebody to love
Can anybody find me somebody to love
Find me somebody to love
Find me somebody to love
Find me somebody to love
Find me find me find me
Find me somebody to love

Somebody to love
Find me somebody to love..."


Bom, cada um entende como quer, mas do jeito que eu entendi, fala do desejo das pessoas de achar pessoas as quais você possa amar, amigos, família, ou até ideais, fala de estar vazio de coisas para amar, não porque você esteja fugindo disso, mas porque tudo anda tão ruim e estranho que na vida parece que se está vazio e que ninguém REALMENTE lhe compreende, amava a música que falava de mim sem eu saber, ou notar.
Vou seguindo assim, sendo boba, querendo ser muitas coisas... Mas mesmo assim, sendo eu, sempre e simplesmente eu...

Um dia eu digo...

Um dia eu vou olhar nos teus olhos e dizer que te amo, exatamente como você é: doido, insensato, masoquista, incrivelmente bobo e gentil, engraçado, alegre, divertido e perfeito...
As pessoas dizem que fomos feitos um pro outro, e do que adianta? Do que adianta, se eu quero que você seja feliz, e você não acha que isso inclua a mim?
Queria só te abraçar, ser forte o suficiente pra ningém poder te tirar de mim, ou não, talvez não, talvez eu só queira que você seja feliz, e queria que isso significasse estar sempre comigo.
Espero que você veja e não veja esse post, espero que vc me ame, me ame desesperadamente e loucamente e pra sempre, eu quero ser o seu "felizes para sempre". Mas a vida eh complicada demais pra mocinha acabar com o mocinho, isso não é coisa simples...
Talvez você saiba, talvez você finja que não sabe pra não me machucar...
Quero tanto que o seu "eu" se transforme em "nós, pra sempre, eu e você".
Eu te amo, te amo mais do que você imagina, te amo tanto que sofro por você, por tabela, só pra você não sofrer sozinho.
Te amo, só isso, e é tanta coisa que.... Um dia eu digo que te amo...