sábado, abril 24, 2010

De braços abertos...


Está nublado e triste aqui em casa,
Escuto o barulho do portão e penso que é você,
Mas é só o vento que bate nas folhas e na madeira...

Eu começo a pensar em tudo que somos,
em tudo que eu estou perdendo sem você...
Eu choro bastante, pensando na nossa vida...

Você mudaria por mim, eu mudaria por você.
Até já desistimos de coisa por nós dois,
mas não me arrependo,
não nos arrependemos...

Então eu abro os braços pra você,
enquanto você não pode estar aqui eu vou estar te esperando,
de braços abertos, pronta pra quando você voltar,
e quando finalmente você estiver aqui...

quarta-feira, abril 14, 2010

Momentos

Enquanto eu observo seu rosto perfeito, eu imagino o que você fará a seguir, você toca meu ombro, os dedos apenas roçando minha pele, então você acompanha o arco do meu pescoço, um arrepio sobe pela minha espinha, então você gentilmente faz o mesmo, só que ao invés de seus belos dedos, usa seus labios maravilhosos, fico com vergonha, você sorri da minha bobagem, eu sorrio do seu sorriso lindo, então você ri, ri por me ver feliz, ri por me ver sorrindo, e me olha fundo nos olhos, enquanto meche numa mecha de meu cabelo, cheira meu cabelo enquanto me abraça, suspira, eu rio da sua bobeira dessa vez, você ri de novo, ambos rimos muito juntos, então eu te olho, você me olha, você me abraça forte, e diz que me ama, que é pra sempre, então você encosta seu rosto no meu, e eu sinto a eletricidade passando por nós, eu me sinto feliz, e sorrio mais e mais, sem você ver eu me desmancho em sorrisos, então você toma meu rosto, encosta seus lábios nos meus e fico abismada(como sempre) por sentir essa energia, maior do que em qualquer outro momento, tudo de NÓS.






Post da semana: Minhas cores, O filme da bailarina; antítese perfeita, o preto-e-branco com o nome do blog... LEIAM!! E percebam a antítese linda de uma pessoa muito colorida...

sábado, abril 10, 2010

Quem é você?


Então eu estava simplesmente tomando meu banho de sol na beira da lagoa, com minhas companheiras anfíbias, quando de repente, não mais que de repente, eu vi aquela coisa branca andando na minha direção, NA MINHA DIREÇÃO PESSOAL!
Eu olhei desconsolada e pensei: Não, não agora!
Estava lá, bela e verde, cheia de sapinhos legais e cheios de muco perto de mim, aí aquela coisa seca e branca veio chegando e falando: Olá! Tudo bom?
Então eu fiz a coisa mais certa e educada que eu poderia fazer, olhei bem na cara dele, me virei e fingi que não era comigo... Então ele coaxou mais alto: Ei, tá fingindo que não me conhece?
Então eu engoli seco, agarrei a pata da primeira sapa que eu vi e saí correndo pela beirada do lago. Não olhei pra trás...
Enfim, a vida de uma sapa é uma tristeza só...
Após alguns dias ele me mandou umaa mensagem meio abusada, então eu ri novamente. Tolinho.
Bom, o mais legal de tudo isso é que eu peguei uma bela cor no lago...
Eu sei que alguém que vá ler isso vá me julgar, mas o que uma pobre sapinha gatinha e pouco esperta poderia fazer nessa situação, a não ser fazer vergonha pública a um sapo obcecado por não sei o quê?
Nessas horas eu só lembro da musica da Mariah Croaks: Obssessed Toad.
"Why are you so obssessed with me? Toad I wanna know..."
(E eu ainda to rindo do belo dia no lago)

Crônicas Coaxantes

Velinhas!

Bom, pra quem não sabe ontem foi meu belo e maravilhoso aniversário! Mas pra quem não sabe também eu sou muito arisca com festas de aniversário e coisas afins, por alguns motivos que eu conheço mas não vou me aprofundar neles...
Bom, o que eu queria citar é que finalmente eu me livrei dessa psicose contra aniversários, esse aniversário foi mais que perfeito(conjugação?)(piada sem graça)(pra você ver o meu bom humor!), então todas as pessoas especiais na minha vida resolveram tornar esse dia mais especialdo que eu esperaria. Me diverti, ri, chorei de emoção, ri muito mais, dancei, brinquei, ri mais ainda, então foi tudo perfeito!

O post da Semana é o post "Nostalgia literária" do Blog "Minhas Cores", não se encaixa muito com minha visão, mas é muito profundo e apaixonado de certa forma...

Borboletas para sempre...
Lívia.

sexta-feira, abril 02, 2010

Ahh, esqueci de postar sobre o "post da semana" :D
É o post "Meio apólogo" da "Corvéia", muito bem bem pensado por meu amigo Jorge.
Leiam porque daria um ótimo conto, eu compraria...

MUAHAHAHAHAHAHAHA!!!!! RIÁAAAAAAAAAAALTO


-Tenho uma coisa pra te dizer...
-O que foi, hein? Diz logo, tá me irritando já com essas suas frescuras! Nunca diz nada direto...
-Tá tudo acabado entre a gente... Desculpa, mas tá, tá tudo acabado entre a gente, eu simplesmente não consigo mais ficar com você, somos muito diferentes, e cada dia que passa eu sinto que estou sofrendo mais e mais com você. Desculpa, mas você me faz sofrer demais...

Bem, a você que lê isso pensa o quê, que eu chorei por horas a fio e entrei em total parafuso, não foi? Sabe, ele era uma pessoa especial e tal... E BLA BLA BLA!!! Sério, desculpa, não consegui me conter... Mas é que vocês precisam ver a minha reação pra entender, dos sapos que eu conhecia ele era o mais...(vc pensa que eu vou dizer legal?) IDIOTA! Eu simplesmente não conseguia compreender como ele ainda não tinha terminado comigo!(terminar dá muito trabalho, então deixa ele fazer, não faz diferença mesmo pra mim...)
Finalmente, muitas coaxadas foram dadas internamente, olhando pasma para aquela pessoa totalmente crente da minha total devoção por suas belas nadadeiras verdes... Doce ilusão, o meu olhar rolava entre seus olhos e seu queixo a fim de continuar com minha cara de abatida e não argalhar, mas eu não consegui, eu coaxei o mais alto que eu pude na hora...
E por pensar que o pobre sapo se manteve atento a cada risada minha, eu não podia fazê-lo ficar triste, eu fingi que tinha gargalhado pela tristeza do momento...
Então, o anfíbio metido a alguma coisa disse o que não devia: me disse que eu tinha que deixar de ser tão... e falou coisas sobre mim, crente que eu estava tão triste que eu aceitaria tudo aquilo de cabeça baixa e o imploraria para voltar, mas.... SURPRESA!
Eu gritei alto: E-U F-A-Ç-O O Q-U-E E-U Q-U-E-R-O! SE NÃO GOSTA, SE ATIRE NUM POTE DE SAL!
E assim ele conseguindo tirar minha paciência, foi embora...
Talvez eu não devesse ter me estressado, foi bom, porque eu finalmente pude dizer o que estava entalado no meu papo faz tempo...


Crônicas Coaxantes(CC) PARTE I