quinta-feira, dezembro 15, 2011

Inadequada.

E toda vez que você fala comigo eu me sinto assim...
Como se estivesse usando os sapatos errados, como se minhas roupas fossem largas ou coladas demais, como se o meu xadrez não fosse o suficiente pra sua estampa floral...
E às vezes eu só tenho vontade de sair correndo, chorando... Mas você me chamaria de fraca.
Eu me sinto presa à você, como se só a sua presença me deixasse desconfortável.
Não tinha que ser assim, sabe? Você deveria me amar pelo que eu sou, e não pelo que você queria que eu fosse... Afinal parece que existem pessoas que me amam desse jeito, mesmo errada, banal, tola, infantil, feia, desarrumada, desorganizada...
E é como se você me culpasse por algo que eu nunca fiz... Às vezes eu acho que você é que deveria crescer, deveria me proteger, e não o oposto.
Se você me odeia, me deixe, senão, me aceite como eu sou.
Mais do que ninguém, é você que devia me apoiar, mas só faz com que eu me sinta mais deslocada em meu próprio mundo...
Não tenho ninguém a quem chorar... Deveria ser você.
E eu penso o quanto patética e miserável devo parecer pra você... Queria que você parasse com isso, parasse de me magoar sempre que pode...
Então eu choro... Choro e rezo pra um dia me ver livre do pesadelo.

quarta-feira, dezembro 07, 2011

Sobre coelhos e gatos

Eu tenho um coelhinho lindo, de pêlo macio e olhinhos brilhantes...
Meu coelhinho é tão meigo! Quando eu estou triste ele vem me fazer compahia, mostrando seus dentinhos pra me fazer sorrir mais uma vez...
Uma vez eu fiquei brava com o coelhinho, mas bastou olhá-lo com aquela expressão fofa e tristinha... Aquele bico lindo que ele estava fazendo que eu me derreti...
Então eu me aproximei do meu coelhinho e fiz a única coisa que devia: rocei meus dentes em sua pele, e senti que ela se arrepiava forte, então me aproximei mais e esfreguei meu pêlo no dele, e senti que ele também se derretia...
Quem disse que uma gatinha não pode amar um coelhinho fofo?
Afinal, o coelhinho é tão gatinho e meigo...
E quando o seu sorriso me faz sorrir mais?
E quando de repente você diz algo perfeito, que alegra meu dia de uma forma tão complexa que é insano pra mim?
E quando até seus defeitos são fofuras, porque no final você não tem defeito...
Não são defeitos porque quando eu estou com você eu simplesmente não me importo com nada.
E você também naõ liga para os meus... E olhe que são muitos...
E no fundo você é meu... Meu vários apelidos, porque eu te amo tanto que tenho vontade de te abraçar com força e te chamar de todas as coisas fofinhas que eu conheço...
Porque você é como todas elas e mais algumas!