terça-feira, março 26, 2013

Amor desprendido.

Tenho um motivo bastante egoísta pra acreditar em Deus.
Infelizmente, tenho, entre tantos outros aqui dentro (aí fora, por todo lado).
Acredito em Deus porque acredito que algo existe nesse mundo que possa me amar verdadeiramente, completamente, um sentimento que eu posso me entregar sem receios nos momentos mais tristes e também nos mais felizes da minha vida. Principalmente nos extremos, porque eu sou cheia deles...
Eu olho pra cima e penso: Deus, eu também te amo. E peço muito que o amor dEle por mim nunca se acabe, porque no fundo eu sou só mais uma pessoa carente perdida no meio de um mundo de pessoas que só querem cuidar dos próprios sentimentos, pessoas que nunca me entenderão, pessoas que nunca me amarão do jeito que sou.
E aí eu choro mais um pouquinho, e rezo... Rezo pra eu sempre estar com Ele comigo, rezo pra Ele sempre me ajudar quando preciso, porque no fundo, quando a coisa aperta, só Ele estende a mão sem preconceito, sem dúvida, sem medo, sem sermão, sem nada... Ele só se preocupa comigo da forma mais pura que existe, e se um dia eu quis mudar meu jeito de ser, foi só por Ele, pra não me sentir indigna disso, pra não me sentir tão egoísta quanto eu sinto que os seres humanos são.

Nenhum comentário: